Prótese Fixa

Home / Prótese Fixa

Prótese Fixa

Especialidade da medicina dentária responsável pela restauração parcial ou total da coroa de um dente através de uma prótese que é colocada sobre o dente natural previamente preparado e/ou sobre implantes dentários, não podendo ser removida pelo paciente.

A prótese fixa é a opção ideal nos casos em faltam pouco dentes, não só pelo conforto mas pela estética.

Marcar Consulta

As próteses fixas mais utilizadas são: coroas ou pontes. As coroas podem ser feitas de vários tipos de materiais: cerâmica, metalo-cerâmica.

As coroas são aconselhadas nos casos em que é necessário aproveitar a raiz ou raízes dando maior resistência, durabilidade, e estética aos dentes danificados.
Uma coroa também pode ser colocado sobre um implante repondo a forma e a estrutura do dente natural perdido.

As pontes são utilizadas quando é necessário substituir um ou mais dentes ausentes. São constituídas por uma ou mais coroas unidas. As pontes podem ser realizadas sobre dentes naturais, e nestes casos é necessário que estejam presentes dentes, pelo menos nos extremos das falhas dentárias para ser possível suportar toda estrutura. Também podem ser efectuadas sobre implantes havendo necessidade de colocar esses implantes nos extremos dos espaços edêntulos.

Indicações:

  • Substituir uma grande restauração quando não resta muita estrutura do dente natural;
  • Proteger um dente enfraquecido que sofreu fratura;
  • Aumentar a retenção e suporte de uma prótese removível esquelética;
  • Substituir um dente ausente colocando a ponte sobre um implante dentário;
  • Recobrir um dente com alteração da cor ou da forma;
  • Proteger dentes desvitalizados em que estrutura dentária remanescente está fragilizada;
  • Substituir dentes ausentes.

Por principio não, pois o melhor elemento de suporte seria um dente integro na sua estrutura e com as gengivas sãs.
Porém, se houver dúvidas quanto a saúde da polpa dentária, está indicado o tratamento endodôntico.
Além disso, existe algumas situações clínicas que poderão levar a decisão desvitalizar esses dentes.

São necessárias várias sessões clínicas, variando de acordo com a complexidade e extensão do trabalho a executar, e adicionalmente o tempo que a prótese demora a ser produzida pelo laboratório. Deste modo, até a conclusão de uma reabilitação fixa pode passar vários meses.

Sim, na maior parte dos casos é bom. Contudo, há situações de grande perda óssea e de gengiva. Que dificultam a obtenção de uma estética excelente. Nestes casos, o tratamento tem como primeiro objetivo restabelecer a função da mastigação, como segundo a durabilidade e em terceiro lugar a estética.

Não. O seu médico dentista confeccionará uma prótese fixa provisória, não permanente, que lhe permitirá mastigar, falar e sorrir satisfatoriamente durante as fases do tratamento.

É simples, no entanto requer uma grande experiência, conhecimentos técnicos e científicos por parte do médico dentista. Envolve utilização de materiais e equipamento de elevada qualidade, sendo o trabalho laboratorial executado por um técnico de prótese.

A higiene dentária deve ser realizada da mesma forma que é realizada na dentição normal.

Os pacientes que possuem coroas, pontes, etc, necessitam de outros produtos de higiene dentária como por exemplo: o escovilhão, o fio dentário, o jato de ar/ água, os exiliares para obter uma higiene dentária mais eficaz e saudável.

Normalmente não. Mas o de desenho incorreto da prótese fixa e a sua má adaptação com uma higienização deficiente, podem permitir a retenção de restos alimentares e bactérias causando inflamação gengival e mau hálito, comprometendo a estrutura que suporta a prótese fixa.

Embora as coroas ou pontes possam durar muitos anos por vezes soltam-se. Normalmente, esta situação acontece se os dentes ou o osso que as sustam forem danificados por doenças. Para prevenir danos na prótese fixa deve-se evitar trincar alimentos ou objetos duros e fazer consultas de controlo de 6 meses em 6 meses.

Visita regular ao médico dentista para o controlo (6 meses em 6 meses) e higienização.